Ter um amigo é ter-nos a nós próprios


Todos nós temos amizades eternas, independentemente de estas durarem ou não para sempre.

A amizade nasce, tão simplesmente, no reconhecimento da nossa essência, alma para os mais crentes, noutro corpo. No entanto, um amigo não se diz amigo da boca para fora, é preciso prová-lo. Acima de tudo, é preciso estar presente na vida do outro para que isso seja verdade.

Os amigos ao contrário dos amantes não são coisa assim tão rara. O problema reside na prática da amizade. Fazer um amigo é fácil e mais fácil seria manter uma amizade se, a teoria escrita nos livros e muitas vezes tatuada nos corpos, fosse humanizada por quem pensa.

É uma verdade intrínseca o facto de a nossa personalidade ser talhada por quem nos educa no entanto, esta é suportada por quem nos acompanha. Somos a junção de várias vidas, respiramos a alegria dos outros, encontramo-nos nas mesmas gargalhadas, choramos as mesmas feridas, aprendemos a mesma língua e é isso que eterniza a amizade em nós.



Não há amizades iguais, diferentes momentos exigem diferentes pessoas. Há quem acredite que a fugacidade do tempo descarta um leque de amigos da nossa vida porque, segundo os que não encontram nenhuma justificação para tal, a vida é mesmo assim.

Fingimos que nos esquecemos que ter um amigo é muito mais do que ter um ombro. Ter um amigo é ter alguém que suporte a mesma dor, que vá ao encontro da mesma fuga. Ter um amigo é ter alguém que nos inquiete a alma, é ter permanentemente a salvação do abismo.

Alguém uma vez disse “se queres amigos para a vida, arranja vida para os amigos” mas, os anos passam e a palavra “amigo” ganha novos significados. Os hábitos mudam, as crenças focam-se noutros pontos, a racionalização ocupa o lugar a emoção e a vida ensina-nos, ou obriga-nos, a olhar para ela de outra maneira.

Com a passagem do tempo as pessoas cometem o erro de se mentalizar da falta de tempo. Não há tempo para nada, caísse numa rotina sombria onde os amigos são lembrados, de quando em vez, mas apenas isso. Perde-se a saudade, o interesse, ganha-se a distância e é aqui que os perdemos da vida, levando-os apenas nela.


Comentários

  1. Que texto tão bonito e tão verdadeiro sobre a amizade! Concordo com tudo!
    O grande segredo para manter os amigos é arranjar tempo para eles. Aquela desculpa de " ah, não tenho tempo" já não pega, há sempre tempo para tudo, é tudo uma questão de prioridades.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto! Temos que ter tempo para os amigos, porque são uma extensão da nossa vida. São quem nos mantém, muitas vezes, de pé. E porque também eles precisam de um ombro, de um abraço, de um aconchego.
    Somos mais por termos amigos na nossa vida.

    r: Concordo totalmente :)

    ResponderEliminar
  3. Gosto tanto das minhas amigas de verdade, que nem o tempo nem a distância apagam.

    ResponderEliminar
  4. Eu já tive amigos que hoje se tornaram apenas em conhecidos e sinceramente não me importo. É sinal que não estavam feitos para ficar na minha vida. Outros no entanto nem a distância nos separa!

    ResponderEliminar
  5. Para mim a amizade não é mais senão uma forma de amar e aquilo que escrevestes aqui, e que tive o privilégio de ler, fez-me lembrar instantaneamente um pequeno trecho que conheço do livro "O pequeno príncipe" do Antoine de Saint-Exupéry.

    "Foi o tempo que dedicaste a tua rosa que fez a tua rosa tão importante..."

    ResponderEliminar
  6. Ter amizades duradouras dá muito trabalho e é preciso que todos desejem trabalhar nessa relação, eu tenho as minhas duas melhores amigas já há mais de 10 anos, mas todos nos esforçamos para estar juntos (porque vivemos a 300km de distância) e tentamos falar constantemente e nunca guardar nada, se estamos chateados, desiludidos, com ciúmes... qualquer coisa, falamos abertamente entre nós.

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  7. Gostei bastante do teu texto, pois é hoje em dia pomos a falta de tempo para tudo e serve de desculpa mas será mesmo o tempo ou nós.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Completamente de acordo. Era aí que queria chegar.
    O importante não é desgastarmo-nos para dar mais. É, sim, fazer com que o pouco que façamos, seja sempre bem feito... Tal como se tivéssemos dado 100. :D

    Concordo totalmente com o que disseste. É importante darmo-nos na amizade e mostrar que estamos lá. Por pouco tempo que possamos ter, haverá sempre tempo, pelo menos, para uma mensagem. Pouco custa :)

    NEW REVIEW POST | omg!! 2 PRODUTOS QUE SE TRANSFORMAM COM O USO!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  9. Acho que aprendi ao longo do texto - se não aprendi, ganhei consciência!

    Ia dizer-te que nem sempre temos 'essa' vida para os amigos, mas realmente também estás tão certa, quando dizes que com o passar do tempo, nos habituamos à falta de tempo, e consequentemente, nos conformamos confortavelmente que acabou, porque 'tinha de ser'...

    E sim, "todos nós temos amizades eternas, independentemente de estas durarem ou não para sempre", mas realmente é preciso estar presente, é preciso lutar muito, e muitas vezes, é uma luta desigual.

    A Marta

    ResponderEliminar
  10. Nao escrevia melhor, mas está aqui tal e qual como as coisas são ou deveriam de ser. Julgava eu ter muitos amigos, antes de 2000km me separaram deles(as). E agora, 3 anos depois tenho uma mão cheia. Eles sao ricos, e eu mais por os ter e saber que mesmo tendo tanto kilometro no meio, a minha vida, a minha felicidade, a minha dor, são as deles também...e isso eu tenho a certeza. E como tenho a certeza, posso chamar-lhes sim, de amigos. Concluindo, eu tenho montes de conhecidos ...
    Mais uma vez, certeira nas palavras e palavras tao genuínas !

    ResponderEliminar
  11. Não conhecia Blink-182?? Mas eles são mundialmente conhecidos *o*
    Amizade é um tesouro! Eu valorizo MUITO meus amigos e me acho uma ótima amiga.
    Ter um amigo é como ter um irmão, é uma benção ♥

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Sinto, na minha modesta opinião, que manter um amigo hoje em dia é das coisas mais difíceis de se fazer. As pessoas hoje são tão stressadas, tão sem "tempos", tão cheias de si e dos seus problemas, que não se dão ao trabalho de olhar cinco minutos para quem está ao seu lado. Contra mim falo, que nem sempre sou das amigas mais presentes. Fazer amigos é fácil, agora manter os amigos requer um nível de dificuldade mais elevado, que nem toda a gente está disposta a ultrapassar.

    ResponderEliminar
  13. Adorei o texto! A verdade é que não somos nada sem um verdadeiro amigo. No entanto, cada vez é mais difícil manter uma amizade porque, infelizmente, nem todos temos a mesma personalidade e nem toda a gente lida bem com isso. O que só faz os verdadeiros serem ainda mais especiais: por ficarem connosco independentemente das diferenças :)
    http://bloguedacatia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Tão verdade! Acho que é muito mais dificil manter uma amizade agora, os amigos vão-se perdendo aos poucos :)

    http://purflefox.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Concordo totalmente, acabam por ficar os ditos conhecidos. Mas acredito que as verdadeiras amizades se mantenham :)
    The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  16. Conheci em tempos pessoas que julgava minhas amigas e hoje não falamos. Gosto de acreditar que durante aquele percurso ou temporada, essas pessoas atravessaram o meu caminho por algum motivo e durante o tempo em que criamos uma amizade, foi verdadeira, existiu. Por motivos vários seguimos caminhos distintos e a amizade perdeu-se.
    Não sei se acredito que os verdadeiros ficam para sempre, apesar de ter e estimar muito os amigos de sempre, que existem desde... sempre!

    ResponderEliminar
  17. Sempre ouvi dizer: "Amigos, sao a familia que escolhemos para nós", e é bem verdade :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares