Um cérebro que não para de te trazer até mim!



E já lá vão três meses, disse que não voltaria a escrever sem ti mas continuo quebrada, sem forças, com dificuldades em respirar e com o cérebro a rebentar...há quem diga que tem o coração partido, eu tenho o cérebro aos tombos!
Sabes, dói pensar em ti todos os dias, dói imaginar o teu cheiro, o teu toque e o timbre da tua voz, mas sabes o que mais me dói? É o espaço que ocupas em mim, sem estares cá!




6 comentários:

  1. Oh querida muita força! Sei o que passas e sei que diga o que eu disser nada vai tapar esse buraco no teu coração :x Tens de pensar que tinha de ser assim e seja de que forma for, estava escrito assim! Se calhar o que vem a seguir a esta fase é melhor. Porque depois de toda a tempestade vem a bonança! (:

    ResponderEliminar
  2. Um dias vais ocupar esse lugar vazio e vais sorrir =) Força!

    ResponderEliminar