Atocha




O comboio partiu há instantes. O relógio marcava as 06:18, a estação estava praticamente vazia e o frio estalava-me os ossos, desta vez nem o sol veio para te ver partir.
Foi doloroso e tranquilizador ao mesmo tempo, levavas contigo os meus segredos, os meus medos, as minhas dúvidas, o meu amor, levavas tudo o que me completava, cheguei mesmo a ficar vazia. Mas por outro lado, tive em mim a certeza que contigo também levarias todo o sofrimento deste amor desleal e só assim poderia seguir em frente, só assim poderia voltar a reconstruir-me, só assim poderia voltar a ser eu.
Foi o último comboio que vi partir, foi a última vez que me senti vazia, nunca uma despedida foi tão ansiada, nunca um adeus foi tão aliviante.
Boa viagem, espero que estejas bem, e não te preocupes comigo, eu já apanhei o metro.

6 comentários:

  1. tens razão, não há tempo para ficar a pensar no passado, devemos seguir em frente e sorrir com toda a força que temos porque não sabemos quem é que se vai um dia apaixonar pelo nosso sorriso :)

    ResponderEliminar
  2. O Futuro será espelho das acções que temos no presente, poderemos aprender com o passado mas jamais seremos felizes se nos prendermos a esse passado eternamente. Gostei mesmo muito deste post, já sentia saudades de te ler. Um Beijo :)*

    ResponderEliminar
  3. "Sometimes goodbye is the only way"...
    Gostei muito do texto.

    Um beijinho muito grande para ti, querida. * <3

    ResponderEliminar
  4. Depois de uma partida virá uma chegada!

    ResponderEliminar