A melhor maneira de se achar um bom amigo é sendo um


As afinidades não se explicam, vêm, surpreendem e ficam. É inexplicável como tudo cresce, como tudo se mantem cada vez mais firme.
Penso um pouco e constato que isto que demora messes, anos, a construir-se em segundos pode desmoronar-se e um dos meus maiores erros, uns dos meus maiores defeitos, é que se depender de mim nunca mais se irá endireitar. O meu rancor só tolera que abane, se cair...está tudo perdido.
Por isso, amigo, guarda bem o que tens de mim, não é difícil, eu não te exijo nada do que não te dê a ti!
Um bem-haja.

3 comentários:

  1. Oh minha linda, este texto diz tanto neste preciso momento... :$ E sim, é um bocadinho frustrante toda a ansiedade por um momento que queremos muito e depois... puff! Não se concretiza! É mais frustrante ainda que não se realize por motivos sem nexo e insignificantes. Mas, quando as coisas não dependem apenas de uma pessoa, quando não dependem só de nós, não podemos fazer muito mais... :(

    Obrigada por estares aí e por seres quem és. <3

    Beijão *

    ResponderEliminar
  2. Como ADOREI este teu post de hoje, cheio de verdade, cheio daquilo que por vezes tanto precisamos ouvir, tanto precisamos ler. Gostei mesmo muito como sempre me tens vindo a habituar. Um Beijo :)*

    ResponderEliminar
  3. Alguém hoje me dizia: "a pior merda é a dúvida". E de facto é! É o não saber porquê, é o questionar os motivos, é pensar se eventualmente a culpa é nossa e, se é, onde foi que errámos, o que foi que fizemos... Sentimo-nos idiotas, meio lixo!

    Um beijo, minha querida *

    ResponderEliminar